Quem é a criança mimada?

Fácil encontrar crianças mimadas por aí. Quando você vai ao shopping, já deve ter visto aquele casal com seu filho chorando por desejar algo da vitrine e, seus pais acabarem comprando aquele objeto de um sonho instantâneo, para satisfazer a vontade daquela criança. Quantos não são os casais que deixam de assistir o noticiário para deixar o filhinho ver o desenho animado. Ou precisam deixar de ir a seu restaurante favorito, para comer em uma rede de lanchonetes onde o filhinho não fica repetindo a cada cinco minutos, que quer ir embora para casa.
Até que isso acaba sendo quase normal por um período em nossas vidas. O grande problema acontece, quando a criança vira adulta e o mimo começa a ser dela com ela mesma.Quando nós nos mimamos muito, acabamos por evitar qualquer perspectiva de sofrimento, jamais entrando em situações que coloquem em risco, nosso maravilhoso sossego.
Mas como saber se sofremos desse mal?
Alguns hábitos marcam as pessoas que se mimam. Vejamos algumas situações que servem como exemplo para que possamos avaliar nosso estágio de mimo:

1)Relacionamento: Em um relacionamento, o mimado tende a ser aquele que só faz aquilo que gosta, e vive inventando desculpas para não participar de atividades que não lhe tragam prazer. Gostam de fazer biquinho para conseguirem o que querem e evitarem o que não querem. Quando não conseguem escapar de um compromisso indesejável, são aqueles que ficam de cara feia durante o compromisso. Muito complicado ter um relacionamento com uma pessoa que se mima, pois ela só vai estar presente, no sentido mais amplo do estar presente, quando as coisas estão acontecendo 100 % conforme seus planos. O mimado acaba sendo confundido com um controlador, mas não chegam a tanto, pois as pessoas controladoras, podem ser até violentas para conseguirem o que almejam, a maior agressividade que os mimados são capazes de fazer, é a mais pura birra.

2)Carreira: O mimado é aquele profissional, que tem como lema principal em sua carreira, o velho ditado que diz, “Quem não chora não mama”. Seguindo essa crença, o profissional mimado, é aquele que vive reclamando de tudo. Reclama que ganha mal para aquilo que faz. Reclama do chefe que não lhe dá o devido valor. Reclama da empresa que não oferece um plano de carreira para ele. Mas o maior problema no comportamento do profissional mimado, é que ele acha que não precisa mudar em nada, são seus superiores que precisam mudar o modo que olham para ele e seus colegas precisam ser mais competentes.

3)Desenvolvimento pessoal: Quando a doença do mimo toma conta da vida de uma pessoa, pensar em um plano de desenvolvimento já é algo que beira o impossível, então esperar alguma ação por parte dele nesse sentido, é melhor esperar sentado. O mimado vai esperar que a empresa lhe pague um curso, e que este curso seja em um horário adequado, pois fazer um curso fora do horário de trabalho é um absurdo. O mimado espera que tudo aconteça sem que ele saia de sua zona de conforto, pois ele acredita que as coisas deveriam melhorar, sem que ele mude nada em sua vida.

O que fazer para deixar de ser mimado?
Nenhuma mágica é capaz de fazer com que uma pessoa mude, mas uma boa dose de vontade, aliada a uma porção considerável de iniciativa, pode sim transformar a vida de qualquer um.
Primeiro é preciso começar por uma das coisas mais  difíceis para os mimados. Reconhecer que é um ser mimado. Muitos vão viver uma vida inteira sem reconhecer isto.
Depois é fundamental começar a encontrar onde estão suas vulnerabilidades, tanto na vida pessoal como profissional, existem várias coisas onde poderíamos nos aperfeiçoar, ou simplesmente mudar alguns hábitos que nos fazem entrar para jogar, sabendo que vamos perder.
Após saber onde é preciso melhorar, faça um plano de ação, consulte pessoas de sua confiança sobre esse plano e, mãos à obra. Nos meus processos de coaching, venho testemunhado mudanças espetaculares acontecendo, pessoas que acreditavam estar em um caminho sem saída para o fracasso, passarem a viver a jornada de seus sonhos.
Para começar já nesse minuto a ser menos mimado, comece a ser mais empático com as pessoas, veja as coisas por outro ponto de vista. Um bom começo, é fazer uma coisa que talvez não seja aquilo que você gosta de fazer, mas que seus amigos ou pessoas mais íntimas, tanto querem fazer com você e você nunca fez. Quando estiver fazendo isso, esteja realmente presente, aproveite a oportunidade para aprender o que faz os outros felizes, aproveite para ser uma pessoa melhor e cultivar suas amizades.
Bom, não é recomendado tirar 100% do mimo em sua vida, pois as vezes um pouquinho de mimo até que faz bem. Quem não gosta de ganhar de si mesmo uma viagem ou uns dias para descansar? Que mimo não é?
O que não pode é isso atrapalhar em seu desenvolvimento, sendo algo que faz com que você viva em um mundo que não existe, fazendo você viver do passado ou temer o futuro.
Viver o presente e a realidade, sempre é o melhor caminho.
Até a próxima pessoal.

andré

 

André L. G. Ferreira, Coach certificado pela International Coaching Community, Administrador e especialista em Qualidade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s