A Jornada do Herói em nossa vida

Quais são as semelhanças entre Harry Potter, Batman, o Hobbit e você?

A resposta é que todos são ou podem ser heróis.

Joseph Campbell, em seu livro O Herói de Mil Faces, trouxe ao nosso conhecimento, um padrão identificado por ele, que está presente praticamente em todas as trajetórias dos grandes heróis de nossa história.

São 12 passos pelos quais a jornada se desenrola e uma pessoa sai de sua vida simples, rotineira e sem graça, para uma grande realização, que transforma sua vida por completo.

Vamos refletir em qual estágio nos encontramos dentro dessa jornada ? Qual o próximo passo, quais os próximos obstáculos, qual é a distância de nossa grande meta ?

Vale destacar que nenhum padrão é totalmente verdadeiro ou infalível para todos, portanto, não se espante caso as coisas estejam acontecendo de forma diferente para você, cada um faz a sua jornada da melhor forma. Vamos aos 12 passos de Campbell:

Passo 1 – Mundo Comum

Todo herói, seja ele na ficção ou na vida real, inicialmente é apresentado em uma vida cotidiana, meio que sem graça, muito monótona. Quando trazemos isso para nossas vidas, me lembro imediatamente daquela música, Cotidiano do Chico Buarque:

“Todo dia ela faz tudo sempre igual”

Sim, o cotidiano nosso de cada dia, onde parece impossível encontrar uma saída para o marasmo, esse é o passo 1.

Passo 2 – Chamadas à aventura

Algo acontece na vida de nosso herói, quebrando a rotina. No exemplo do Harry Potter, as corujas lotam sua casa de cartas, convidando-o para estudar em Hogwarts. Em exemplos da vida real, vejo muitas pessoas que após sofrerem algum trauma, por exemplo, após saírem de um coma, dizem ter visto a luz, a luz é o chamado.

Porém, o chamado nem sempre é tão claro e escandaloso como nas cartas de Harry Potter, ou uma forte luz, muitas vezes ele vem por pequenos acontecimentos, então é preciso muita atenção, para podermos escutar o nosso chamado. Tenho certeza de que você já deve ter recebido o seu chamado, preste atenção em todos os detalhes, viva o presente.

Passo 3 – Recusa ao chamado

Quem disse que escutar ao chamado, é igual a aceitar o chamado?

Infelizmente, muitas coisas tentam impedir nossa arrancada para o heroísmo. Harry Potter tem seus tios, que tentam de todas as formas, impedir com que o pequeno bruxo, siga a caminhada para sua grande missão. Nós temos algumas forças parecidas também. Nossos pais, muitas vezes são a primeira grande força tentando desviar nossa direção, quando nos protegem demais do mundo, ou ainda pior, ao tentarem escolher os rumos que devem seguir nossas carreiras.

Mas não para por aí, existem também as tentações da vida. Você está em um emprego muito rentável e seguro, mas mesmo não gostando nada do que faz, tem dificuldade em atender ao seu chamado para uma nova oportunidade, que seja menos segura ou rentável inicialmente, mas que te deixa com os olhos brilhando, uma oportunidade que você tem a certeza que vai te fazer feliz. A dificuldade em sair da zona de conforto, isso é sinônimo do passo 3.

Passo 4 – Encontro com o Mentor

Esse encontro pode ocorrer com alguém mais experiente, ou até mesmo pode ser uma situação, um sonho, alguma coisa acontece e força você a decidir o que quer de sua vida.

Harry Potter teve o Hagrid, o gigante barbudo, que invadiu a casa de seus tios e perguntou se Harry queria seguir em frente. Em nossa vida também temos nossos mentores, alguns daqueles professores que nos fazem ficar incomodados, quando nos apresentavam outros pontos de vista para as coisas, aquele chefe que nos coloca para fazer algo que tanto temíamos. Esses são exemplos de mentores. Algumas situações também nos levam a tomada de decisões em nossa vida, alguém que é demitido de seu antigo emprego por exemplo, esse pode ser um empurrão que faltava para dar vida, ao antigo projeto que esperava a anos na gaveta.

Aqui fica aquele ditado popular: “ Há males que vem para o bem”

Passo 5 – Travessia do Umbral / Limiar

Uma vez que o chamado é aceito, ou somos forçados a aceitá-lo, pois isso também pode acontecer, um mundo cheio de novidades e aventuras começa a se abrir. Harry Potter atravessa a parede do bar no beco diagonal e acessa pela primeira vez o mundo dos bruxos. Em nosso caso, pode ser aquele primeiro contato com a nova vida, o primeiro passo na nova carreira, que fazemos cheio de medos e insegurança, mas fazemos.

Tenho um exemplo de um amigo, que aceitou ir trabalhar no Uzbequistão por 2 anos e se deparou com um mundo totalmente diferente, com costumes muito diferentes dos nossos aqui no Brasil. Eu sei muito bem o que ele deve ter passado, pois estive por lá por 25 dias. Confesso que foi um grande aprendizado para mim, imagina para ele, que ficou 24 meses por lá. Já me encontrei com ele após seu retorno e, é nítida a mudança em sua personalidade.

Como diria Milton Nascimento: “ Irmão, é preciso coragem”

Passo 6 – Testes, aliados e inimigos

No passo 6, é onde a história de um herói acontece em seu maior tempo. Agora ele já está vivendo em um mundo novo, um mundo cheio de batalhas contra seus inimigos, que servem como testes, forçando-o a desenvolver novas habilidades. Mas é aqui que aparecem seus grandes aliados também, aqueles que estão dispostos a ajudar na realização da missão.

Quando estamos percorrendo a jornada do herói, nada acontece por acaso. Pessoas começam a aparecer em nosso caminho, oferecendo oportunidades que nos levam mais próximo de nossos objetivos. Aqui gosto muito de usar a definição de Jung, que nomeia essas coisas como resultado da “Sincronicidade”, para ele, a ligação entre os acontecimentos, em determinadas circunstâncias, pode ser de natureza diferente da ligação causal e exige um outro princípio de explicação.

O passo 6 é onde as coisas acontecem para valer.

Passo 7 – Aproximação do objetivo

O herói está muito próximo de cumprir sua grande missão. Harry Potter atravessou a sala de chaves, ele e seus amigos vencem o desafio do xadrez, está próximo a encontrar a Pedra Filosofal.

O corredor de maratona consegue ver a linha de chegada, suas pernas já estão quase sem forças, mas ele está ali, prestes a vencer, nada pode fazer com que ele desista.

O passo 7 é a reta final.

Passo 8 – Provação máxima

Aqui parece que tudo vai se perder, é o grande momento, a grande decisão. Harry Potter mesmo sendo um bruxo jovem, enfrenta Quirrell com a magia de proteção de sua mãe.

Uma crise mundial, algo que acontece na família, sempre acontece algo muito forte, mas nós enfrentamos e vencemos. Nada mais é capaz de nos vencer.

O passo 8 é uma grande final de copa do mundo e, você leva um gol logo no primeiro minuto, precisa virar o jogo para ganhar o campeonato.

Passo 9 – Enfim a recompensa

Depois da batalha final, Harry Potter chega a pedra filosofal. Em nosso caso, estamos vivendo nosso sonho, chegamos lá, passamos a linha de chegada e subimos no degrau mais alto do pódio. Ganhamos a medalha de ouro.

Obs. Começa a tocar aquela musiquinha que usavam para as vitórias do Senna, lembra?

Passo 10 – Caminho de volta

Muitas vezes esse passo nem aparece nas histórias de heróis, mas esse é o momento em que o herói volta para casa após ter conseguido seu objetivo. Mas ele não é mais a mesma pessoa, ele carrega com ele uma nova vida. Harry Potter se recupera da grande batalha e se prepara para voltar ao mundo dos trouxas.

Agora já temos uma nova vida e podemos desfrutar um pouco de nossas conquistas, esse é o período da abençoada colheita, após a trabalhosa plantação.

Passo 11 –Depuração

Alguma coisa que acabou não sendo resolvida por completo, pode aparecer no caminho. Harry Potter e seus amigos somam pontos e levam a vitória para Grifinória.

Isso sempre serve como teste, até mesmo para ver se nós estamos realmente preparados para enfrentar as consequências do sucesso. O sucesso pode nos transformar em pessoas que não desejamos ser. Esse passo pode ser essencial para buscarmos nosso centro.

Passo 12 – Retorno Transformado

Chega ao fim uma de nossas histórias, encerramos um ciclo de grande transformação. Nossa história agora é exemplo para outros. Harry Potter volta ao mundo dos trouxas, após seu primeiro ano na escola de bruxos, sua vida jamais será a mesma.

Assim como nossa vida jamais será a mesma também, após passarmos por nossa grande transformação, a lagarta agora é uma borboleta, que volta à terra para buscar alimento, mas não rasteja mais pelo mundo, agora ela tem asas e pode voar.

Bem, essa é a jornada do herói de Joseph Campbell, com alguns exemplos que achei interessante compartilhar. Espero que ela possa ser importante em sua vida, assim como está sendo importante no entendimento de minha jornada.

Gostaria de dedicar esse texto a algumas pessoas bem especiais em minha jornada do herói. A minha querida esposa Sabrina Green, a quem o universo confiou a missão de ser a portadora de meu grande chamado, além de ser a minha grande aliada na busca de minha missão de vida e a pessoa que mais amo nesse mundo.

Também quero utilizar desse texto, para reconhecer meu amigo Leandro Bertaglia, que ao longo de vários anos, vem sendo um grande incentivador de minha grande busca  pelo autoconhecimento. Além dos bons exemplos de superação e coragem que ele vem mostrando em sua jornada.

Por fim, não posso deixar de fora a pessoa que me apresentou os passos da Jornada do Herói. João Cortez, o meu mestre no aprendizado do Coaching, um cara que me ajudou a olhar para velhas coisas de uma outra forma.

Gratidão a todos que leram mais esse artigo.

Até a próxima pessoal!

andré

 

André L. G. Ferreira, Coach certificado pela International Coaching Community, Administrador e especialista em Qualidade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s