Meditação fazendo parte de seu estilo de vida

Depois do primeiro texto Desvendando os segredos da Meditação, no qual procurei conceituar as bases da meditação e desmistificar algumas questões mais estigmatizadas, gostaria de trazer à luz a possibilidade de você mesmo iniciar sua prática de meditação, pois realmente acredito nisso.

Embora existam diversas técnicas e mestres especialistas no assunto, a ideia deste artigo é dar algumas dicas de como dar esse primeiro passo e começar a praticar. Eu, particularmente, busquei informações através de cursos e leitura de alguns livros, e percebi que o que funcionou pra mim foi a junção de algumas técnicas com o que eu estava buscando através da meditação: ter a prática diária, através de um método, que me fizesse ter mais equilíbrio na tríade corpo, mente e espírito. A boa nova é que tenho colhido frutos além da minha busca principal, tais como os benefícios da meditação que citei no artigo anterior.

Desta forma, seguem algumas sugestões para dar esse primeiro passo para iniciar sua prática de meditação:

Onde? Não existe um local mais apropriado para meditar, Osho inclusive diz que é possível meditar em um metrô cheio de gente. Ótimo, mas para quem está começando sugiro buscar um lugar tranquilo, no qual você se sinta bem, e silencioso. No começo, quanto mais distrações e barulhos estiverem presentes no ambiente, mais difícil será você manter num primeiro momento a concentração, desta forma, evite espaços barulhentos. Sente-se no chão, cadeira, sofá, onde você se sentir mais confortável, desde que você mantenha seus chakras, que são 7 centros de energia vital do nosso corpo, alinhados, através da coluna ereta.

Quando e quanto? Recomenda-se que você busque praticar seu momento de meditação no início do dia e antes de dormir, pois durante o sono e em estados de relaxamento emitimos ondas cerebrais alpha, que durante o estado meditativo e de relaxamento profundo podem se transformar em ondas theta, propiciando momentos de insight e grande estado de consciência. As ondas alpha e theta estão geralmente presentes antes de dormir e quando acordamos, por isso é ‘mais fácil’ entrar em estado meditativo nestes horários, porém, escolha o melhor horário para você, desde que mantenha uma disciplina diária para meditar neste horário, para que a meditação possa começar a fazer parte de seu estilo de vida. No início, comece com 5 minutos, e aos poucos vá aumentando o tempo até 30 minutos ou 1 hora.

Como? Existem pessoas que escolhem meditações dirigidas, ou através de música e mantras, que é uma palavra em sânscrito que significa ‘controle da mente’. Segundo Osho, repetir um mantra durante a meditação ajuda a distrair a mente, por outro lado, outros dizem que repetir um mantra cria um estado energético que movimenta a energia de quem o entoa, pois de acordo com as escrituras védicas, possuímos 72.000 canais de energia no nosso corpo físico e sutil chamados nadis. Então, fica a critério de sua escolha: uma música que faça você se sentir bem e distraia sua mente, e não aquela música que a letra faz você se lembrar de uma situação específica ou de alguém, aliás, por isso procure músicas instrumentais ou mantras. Ou, busque o silêncio, se preferir, porém, reflita se o silêncio, pelo menos agora que você está buscando iniciar a prática da meditação, irá realmente contribuir ou irá fazer você se distrair com os barulhos do ambiente.

Finalmente meditando. Tudo preparado, certo? Agora você possui alguns caminhos simples para iniciar sua meditação. Se você prefere iniciar através da concentração, com os olhos abertos, foque em um objeto, e somente nele. O objetivo é que a mente se concentre em um objeto fixo, para que não se disperse e volte para seu objetivo. Quando começar a divagar e outros pensamentos vierem, fixe-se novamente neste objeto. Assim você também pode fazer com os olhos fechados, focando seu pensamento em uma cor específica, por exemplo, e sempre que sua mente começar a divagar volte a imaginar essa cor/luz.
Outra forma de meditar, e é essa a de minha preferência, é focar na respiração. Com os olhos fechados, realize a respiração abdominal, e foque sua atenção na respiração, expandindo o abdômen na inspiração e contraindo o abdômen na expiração, longamente. Observe sua respiração, se ajudar, repita mentalmente, expire/inspire. E, caso sua mente comece a divagar em outros assuntos, retome para a concentração na respiração.

O objetivo da prática da meditação é somente um: viva o agora, esteja presente. Desta forma, torne-se um observador de si mesmo e silencie sua mente, pois ela é alimentada o tempo todo de informações que nos fazem viver sempre no passado ou no futuro.

Esse é um simples começo. Existem várias outras práticas e métodos meditativos, e gostaria de deixar claro que existem profissionais e centros especializados muito sérios nestas práticas, e que se você está em busca de algo mais específico e aprofundado, seria importante procurar a ajuda desses profissionais.
Porém, se você quer experimentar agora essa prática que pode contribuir para seu equilíbrio, desejo-te boa sorte nessa descoberta!

Até breve!

Sabrina

 

Sabrina Green, Psicóloga, Coach certificada pela International Coaching Community e especialista em Recursos Humanos.

Anúncios

2 comentários sobre “Meditação fazendo parte de seu estilo de vida

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s