Será que sua carreira está sendo sabotada? (Texto 1 – O mestre do não)

Acredite, sua carreira pode estar sendo sabotada e você nem percebeu ainda. Quer saber o que pode ser pior que isso? É que o sabotador nem pode ser seu inimigo, ele pode ser alguém que está muito próximo a você, e pior ainda, pode até mesmo ser você.

A palavra sabotagem tem origem no idioma francês, onde é derivada de sabot que significa “tamanco”, gerando a palavra saboter, que tem o significado de “caminhar ruidosamente”. Sendo assim, fazer uma sabotagem, seria o mesmo que “caminhar arrastando os tamancos por aí”. Mas,por volta de 1910, em uma França repleta de conflitos entre trabalhadores e patrões, um novo significado é incorporado à palavra sabotagem. Sabotar passa a ter um sentido de “estragar deliberadamente material alheio”. Segundo o dito popular, os operários em protestos contra seus patrões jogavam seus calçados nas máquinas para estragá-las. Jogavam tamancos nas máquinas, sabotando o processo.

Nossa missão ao levantar este tema é convidar todos os profissionais: sejam experientes ou jovens, bem sucedidos ou nem tanto, para investigarem suas carreiras na identificação de possíveis “atiradores de tamancos”, os famosos sabotares. Com o intuito de facilitar essa busca, vou descrever em 5 artigos, começando por este, o perfil dos 5 principais sabotadores de carreiras, os quais nomeie como: Mestre do Não, Manipulador de Mentes, Feiticeira das Influências, Senhor do Ouro e a Senhora Inércia. Nas próximas semanas,vamos ajudá-lo a identificá-los em sua carreira e, principalmente, combatê-los.

Vamos então ao primeiro sabotador:

       O famoso “Mestre do Não”

Quando atua?

O “Mestre do Não” é aquele que começa a mostrar seus poderes logo em nossos primeiros anos de vida. Ainda nem sabemos qual é o significado da palavra carreira, mas já estamos sofrendo ataques sabotadores vindos deste vilão. Ele começa a atuar em nossa primeira infância e pode estar presente por toda nossa vida.

Como ele atua?

Criando paradigmas, crenças, nos freando ou impondo limites. Sempre jogando sobre nós aquela palavra forte, “NÃO”: não mexa nisso…não brinque com isso…não grite assim…não coma isso…não faça assim…não…não…não. Este sabotador, quando presente, é quem nos dá as opções de escolha. Tudo passa por ele antes de chegar a nós. Isso é muito evidente em nossa infância. Exemplo de suas sabotagens podem ser identificados nos brinquedos que ganhamos nesta fase da vida. Meninos brincam com carrinhos, bolas ou ferramentas. Meninas com bonecas, panelinhas e maquiagem. Ao limitar o acesso a brinquedos diferentes, o “Mestre do Não” começa desde nossa infância a nos mostrar o caminho daquilo que ele quer para nossa carreira. Pior é que isso pode não ter fim, uma vez que seus poderes são tão grandes, que seus mandamentos podem permanecer em nossas mentes por toda a vida. Você pode realmente ter dificuldades para aceitar o diferente. Assim como a cor rosa é para mulheres e o azul é para homens.

Quais são seus disfarces?

Adora utilizar a figura paterna ou materna (biológicos ou não) como seu disfarce. Sabe muito bem que o vínculo de confiança gerado pela dependência da criança em relação a essas figuras facilita muito sua missão de “jogar tamancos” nas vocações que podem começam a dar seus sinais de vida.

Como derrotá-lo?

Quando ainda somos crianças, e não temos como nos protegermos sozinhos dessa ameaça, precisamos da ajuda de nossos pais ou responsáveis para combatê-los. São eles que devem ser os guardiões, não permitindo que o “Mestre do Não” tome o lugar deles nas relações com seus filhos. A missão de nossos pais é utilizar a arma mais temida pelo “Mestre do Não”, a arma do “SIM”: Sim, vou lhe mostrar como isso funciona…sim, vou te levar para ver aquilo…sim, vamos gritar um pouco agora…sim, você pode brincar com os brinquedos de sua irmã meu filho…sim, você pode brincar com os brinquedos de seu irmão minha filha. A curiosidade precisa ser resolvida com respostas, jamais com um não. É claro que uma criança de 3 ou 4 anos não deve brincar com uma faca, mas também é normal que ela tenha curiosidade em entender qual é seu papel, como funciona, então cabe aos pais explicar isso à criança e mostrar quais são os riscos que ela representa para alguém que ainda não tem habilidades para usá-la. Os pais precisam também tomar cuidado para não caírem em outra famosa armadilha do “Mestre do Não”, aquela onde ele controla suas mentes, fazendo com que eles só ofereçam a seus filhos brinquedos que estejam relacionados com a profissão com as quais eles sonham que seus filhos sigam. Os famosos kits que transformam seu filho em uma réplica em miniatura de um profissional especialista: uniforme de jogador de futebol, kits de medicina ou química, pequeno construtor, etc.

Quando não somos mais crianças e ainda sofremos os ataques do “Mestre do Não”, cabe a nós mesmos começarmos a questionar tudo aquilo em que acreditamos. Toda vez que alguma voz interna te disser “NÃO faça isso”, pergunte a si mesmo: quais são os motivos que tenho para acreditar que o melhor é não fazer isso? Qual é a chance de me arrepender agora por não fazer isso, quando chegar o futuro? Qual é a chance de me arrepender por fazer isso, quando chegar o futuro?

Nas próximas semanas vamos trazer os outros 4 sabotadores de carreira. Conto com suas sugestões e comentários.

Até a próxima pessoal.

andré

André L. G. Ferreira, Coach certificado pela International Coaching Community, Administrador e especialista em Qualidade. Sócio Consultor na Green Desenvolvimento Humano

andre.ferreira@greendh.com.br

Anúncios

2 comentários sobre “Será que sua carreira está sendo sabotada? (Texto 1 – O mestre do não)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s