Sobre sábios, cegueira e elefantes

Temos um costume de julgar, e polarizar como certo ou errado, bonito ou feio, e assim por diante, quase tudo que aparece à nossa frente. Seja algo que você escuta alguém conversando na rua, ou a opinião de uma pessoa conhecida. Nem mesmo as opiniões que você tem agora estão livres de seu próprio julgamento no futuro.

Toda vez que entro em uma reunião no trabalho, onde o objetivo seja discutirmos alguma estratégia ou definirmos a melhor maneira de solucionarmos um problema, lembro-me de uma antiga metáfora indiana, a metáfora dos “7 sábios cegos e o elefante”, que é mais ou menos assim:

Cegueira e Elefantes

Era uma vez em um reino muito distante, a história de 7 sábios cegos que viviam discutindo entre si. O motivo maior de suas discussões, estava na crença que cada um deles possuía, em ser o único a saber da verdade sobre tudo. Cada um acreditava ser o mais sábio entre os 7.

O Rei, já estava cansado das confusões que isso gerava em seu reinado, resolveu chamar os 7 sábios ao seu castelo e acabar de uma vez com essa disputa.

Em um dia ensolarado de primavera, lá foram os 7 sábios cegos ao castelo, atendendo ao chamado de seu Rei. Quando chegaram ao castelo o Rei os recebeu em um grande pátio, onde havia um grande elefante branco. O Rei então, sem rodeios, explicou qual seria o grande desafio que definiria quem seria considerado o grande sábio do reino:

 (Rei) – Aqui nós temos um elefante, um animal que nenhum de vocês jamais tocou ou ouviu falar em toda vida. A atividade que vai definir qual entre vocês é o mais sábio, será muito simples: o mais sábio será aquele que melhor definir o que é um elefante após toca-lo

Então o primeiro dos 7 sábios cegos se aproximou e tocou a tromba do elefante, dizendo:

– É parecido com uma serpente.

O segundo sábio cego se aproximou, e tocando um dos dentes do elefante disse:

– É parecido com uma lança.

O terceiro tocou-lhe a calda e disse:

– Mais parece uma corda.

O quarto após tocar uma das orelhas do elefante disse:

– Parece uma cortina.

E assim seguiram, cada um tocando uma parte do elefante e dizendo qual a melhor definição para o que seria aquele animal.

Quando todos os 7 sábios cegos terminaram com suas definições para o animal, o rei perguntou aos súditos que acompanhavam aquele grande desafio:

– Algum dos sábios mentiu em sua definição?

  Os súditos responderam juntos em coro.

– Não

  Então o rei fez mais uma pergunta:

– Mas qual destes sábios definiu o que é realmente um elefante?

Os súditos responderam:

– Nenhum deles majestade, pois cada um tocou apenas parte do elefante.

O Rei concluiu dizendo:

– Vocês sábios, que se dizem donos da grande verdade, precisam entender que são donos de apenas uma parte dela, juntos poderão saber mais sobre a verdade, mas mesmo assim, jamais saberão a verdade por completo.

Seguindo o exemplo dessa metáfora é preciso julgar nosso comportamento frente as opiniões compartilhadas pelos demais. Principalmente dentro das rotinas de trabalho, onde costumamos agir como um dos “Sábios Cegos”, que conhece apenas parte do “elefante” e já acredita saber o suficiente para poder defini-lo.

Vamos refletir sobre isso nessa semana, e descobrir formas mais eficazes para encararmos as definições em grupo, de uma forma que o “elefante” possa ser definido por inteiro, com a participação de todos.

Gostaria de propor um pequeno desafio essa semana, para que você mesmo avalie se o elefante pode ser algo que você ainda não conhecia:

  • Busque em sua memória algum acontecimento recente, onde você não deu a mínima para a opinião de algum colega do trabalho, escola, ou até mesmo em sua família;
  • Depois, tente se aproximar desse seu colega, pode ser uma conversa informal, e peça a opinião dele sobre algum tema que você domina;
  • Escute-o atentamente sem interferir. Não julgue, seja apenas um observador;
  • Monitore seus pensamentos antes, durante e depois dessa conversa;

Depois de concluir essas 4 simples etapas de nosso pequeno desafio, pergunte a si mesmo:

Será que sou um dos milhões de “sábios cegos” que acreditam conhecer ou possuir toda sabedoria?

Até a próxima pessoal.

andréAndré L. G. Ferreira, Coach certificado pela International Coaching Community, Administrador e especialista em Qualidade.

contato:  coaching.green01@gmail.com

Artigo publicado originalmente no site Comportamento e Saúde:

http://www.comportamentoesaude.com.br/sobre-sabios-cegueira-e-elefantes/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s