A montanha russa do autoconhecimento

Quem já teve a coragem de olhar para dentro de si e investir em um processo de autoconhecimento, seja ele a psicoterapia, o coaching, cursos, workshops ou vivências, sabe o quanto desafiador é olhar para dentro de si.

Sempre digo aos meus clientes que o papel do terapeuta, coach ou instrutor é servir como instrumento para que a pessoa possa ampliar sua consciência, trazer um olhar diferenciado para padrões mentais, crenças, comportamentos que já não servem mais. Mas a verdadeira jornada, é o cliente quem faz!

Porém, todo processo de autoconhecimento passa por algumas etapas principais que são parte da transformação deste olhar pessoal:

  1. Iluminar os cantos da sala: trazer luz ao que está dentro de si, sejam as características e personalidades que alavancam nossos sucessos que muitas vezes ficam nos cantos iluminados ou não; mas também trazer mais luz àqueles cantos escuros que você sem querer acaba encontrando muito lixo e poeira. Realmente pode parecer assustador.
  2. Olhando para a poeira: não é fácil, pode doer, e doer muito porque você talvez sempre tenha achado que estava tudo limpo dentro da sua casa, e de repente, descobre que a sujeira está muito pior do que poderia imaginar. E aí aparecem os sentimentos: raiva, dor, negação, repulsa, acha até que alguém colocou aquela sujeira ali de propósito, mas, ela sempre esteve ali e você não tinha visto ainda. Abrir as portas para a aceitação… esse canto escuro empoeirado também faz parte de mim. E tudo bem.
  3. Observando: agora é o momento de parar, entender que esse sofrimento faz parte do processo de transformação, e se tornar o observador, ou seja, desidentificar-se e trazer um novo olhar a tudo isso que você vê. Agora que enxergo, como toda essa poeira afeta minha vida? Posso mudar esse padrão mental? Isso vai ao encontro com os meus valores? Você já pode olhar sob uma nova perspectiva para o mundo.Lembre-se que um problema nunca é resolvido no mesmo nível em que foi criado, é preciso olhar sob outro ângulo.
  4. Mãos à obra: hora de agir! Arregaçar as mangas e começar, um passo de cada vez, a realizar as mudanças rumo a um futuro diferente e melhor! São pequenos passos para encontrar o equilíbrio entre o que não me serve mais e onde quero chegar.

A sabedoria interior está e sempre esteve presente em cada um de nós. A coragem para acessá-la e encontrar as respostas faz parte da jornada do autoconhecimento. Muitas vezes preciso saber quem não sou, as dores, as dificuldades, e dar um passo para largar as roupas velhas que já não me  servem mais, e descobrir quem realmente sou.

Meu convite é que você dê mais um passo em sua jornada! A montanha russa tem seus altos e baixos, mas traz o prazer de chegar ao fim com a sensação da coragem de quem quis se aventurar a ser quem é, e com uma vontade de quero mais!

Se você gostou deste simples artigo e acredita que ele poderá incentivar outros aventureiros, compartilhe!

Sabrina Green é Psicóloga, Coach pela ICC e especialista em Recursos Humanos

http://www.greendh.com.br

Contato: sabrina.green@greendh.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s