Vieses Inconscientes : Algum dia seremos mais justos?

Não são poucas as notícias que nos chegam sobre situações envolvendo a prática de racismo, machismo, sexismo e outras formas de discriminação. Muitas delas, infelizmente chegam até a violência e, em casos mais extremos, vidas são tiradas por esses motivos. Por outro lado, muita gente faz duras críticas ao que rotulam como movimento do “Politicamente Correto”, alegando que o mundo ficou “sem graça”, uma vez que algumas brincadeiras que até então podiam ser feitas com os outros, agora são tratadas como atos criminosos por parte da sociedade. Muitos desses casos são levados aos tribunais, e a sociedade se divide ao comentar os vereditos dados pelas cortes.

Mas, será que o mundo em que vivemos é um exemplo de justiça para com as pessoas em que nele vivem?

Que momento é esse que tanto nos divide?

Será que estamos exagerando na dose?

Neste artigo, pretendo manter o foco para nossas reflexões ao que acontece em ambientes corporativos, e destacar os principais pontos que estão sendo motivo de enorme engajamento na transformação cultural de empresas dos mais variados segmentos: a batalha contra os “Vieses Inconscientes”  na busca de ambientes de trabalho mais justos.

O que são Vieses Inconscientes?

É um conjunto de estereótipos que nosso cérebro mantém sobre diferentes grupos de pessoas que se origina nas informações que tiramos das situações e experiências que vivenciamos ao longo da vida, são memórias de infância, nossas conversas com os amigos e familiares e, até mesmo notícias que chegaram até nós. É como um banco de dados que é utilizado para nos auxiliar em decisões rápidas.

Quais são os 5 principais Vieses Inconscientes identificados nas dinâmicas de nosso dia a dia?

Resumir é sempre um desafio, mas acredito que sejam esses 5 Vieses os mais comuns e venenosos em nossa sociedade atualmente:

Viés de Percepção

Quando temos a tendência de reforçar estereótipos sem nenhuma base estatística ou fatos.

Exemplo: é quando ouvimos “não podemos contratar uma mulher com filhos para essa função, ela não vai dar conta de tantas viagens a trabalho” ou “precisamos de profissionais com formação em instituições mais renomadas, eles são melhor preparados que os outros”. 

Viés Confirmatório

Tudo aquilo que confirma nossas crenças fica no centro de nossa atenção. Nós humanos temos muita facilidade de enxergar somente o queremos ver.

Exemplo: você não teve uma boa experiência com uma líder do sexo feminino. Quando outra oportunidade de trabalhar com uma líder mulher aparecer para você, as recordações negativas do período que você passou com sua antiga líder surgirão em sua mente, e você inconscientemente vai começar a buscar situações que confirmem que as mulheres não são boas líderes.

Viés de Efeito Halo ou Auréola

Quem já não transformou alguém em herói, ou superestimou a capacidade de uma pessoa tomando como base penas uma característica ou informação positiva?

Exemplo: ao entrevistar um candidato, você descobre que ele possui uma linda história de superação, inconscientemente você cria uma afinidade com essa pessoa, e passa a não dar tanta importância aos traços negativos que surgirem na entrevista.

Viés de Efeito de Grupo

Já ouviram falar no efeito manada? Pois é, boa parte de nós tem tendência a seguir o comportamento do grupo para não desviar do padrão existente. E é aí que mora o perigo, pois algo que esteja sendo feito de forma errada por muita gente, não vai passar a ser o certo só por isso. Sabe aquelas pessoas que votam no candidato que está na frente das pesquisas? Então!!!

Exemplo: seu chefe escolhe uma opção, que você tem a certeza que é totalmente equivocada para a solução de um problema, mas todas as outras pessoas seguem essa solução como se fosse a melhor, aí você muda de opinião e vai junto com o pessoal.

Viés de Afinidade

É a tendência de avaliar melhor as pessoas que se parecem com a gente. Esta afinidade pode se dar de diversas formas, como gênero, raça, faculdade, hobby etc.

Exemplo: este viés nos faz selecionar, contratar e promover pessoas parecidas conosco, por isso é um dos motivos por que a maioria da liderança é formada por homens e brancos.

E como vamos fazer para não sermos influenciados por esse Vieses Inconscientes?

Algumas pessoas acreditam que a tecnologia, através da Inteligência Artificial, possa vir a nos ajudar a resolver as questões de julgamentos sem base em fatos. Só que os testes não estão confirmando que esse seja o melhor caminho, pelo menos nesse momento.

Veja o que os algoritmos estão fazendo, nessa reportagem do jornal El País

https://brasil.elpais.com/brasil/2017/09/19/ciencia/1505818015_847097.html?%3Fid_externo_rsoc=FB_BR_CM

Talvez, a melhor maneira, seja apelar para a racionalidade e o poder de autopercepção humana. Primeiro assumindo que embarcamos em alguns desses Vieses, e assim abrindo nossa mente para o auto-questionamento em nossas decisões ou opiniões. Sempre é importante verificar de onde estão surgindo nossas certezas e impressões. Será que elas estão bem fundamentadas, ou caímos na armadilha de nossos Vieses?

Antes de reclamar do conteúdo desse texto, rotulando esse tema como aquilo que você considera ser o movimento do “Politicamente Correto”, avalie se alguma das situações exemplificadas nesse artigo seriam consideradas justas caso acontecessem com você.

Também não sou um defensor das políticas punitivas para se resolver esse problema, acredito que o papel dos que tomaram consciência dessa realidade seja o de encontrar formas para sensibilizar aqueles que ainda não enxergam que adotam esses comportamentos.

Afinal, o mundo precisa ser mais justo, isso me parece ser um fato, ou será que estou caindo na armadilha de um dos meus Vieses Inconscientes?

 

IMG-20171002-WA0004André L. G. Ferreira, Consultor Empresarial, Master Reiki, Coach certificado pela International Coaching Community, Administrador ,especialista em Qualidade , e Instrutor em Mindfulness.
http://www.greendh.com.br
andre.ferreira@greendh.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s